Thursday, November 06, 2008

Invisíveis?????

Toronto sempre me pareceu uma cidade super civilizada: pessoas educadas, que esperam os outros sairem do metrô e dos ônibus antes de embarcarem, que ajudam os outros no meio da rua, etc....Mas esta visão mudou quando fiquei grávida. Desde então tenho percebido o quanto o desrespeito e a malandragem também existem por aqui (infelizmente).

A começar pelo metrô, onde as pessoas enxergam meu barrigão (não tem como não perceber que estou grávida, afinal, estou com 8 meses!) e me ignoram. São pouquíssimas as pessoas que me oferecem seus lugares quando o vagão está cheio e que levantam para eu sentar. A maioria não se preocupa, não estão nem aí. Somos invisíveis para eles.

E isso não é só com grávida não, mas também com pessoas idosas que claramente sofrem com as viagens. E agora a surpresa: quem está sentado, escutando IPOD, e fingindo que não nos vêem são, na maioria, adolescentes!

Claro que tenho que ser justa e lembrar que já vi mais pessoas mais educadas, preocupadas com os outros e oferecendo seus lugares. Mas a realidade é que são poucos.

Outra coisa que reparei são as vagas reservadas. Elas existem em alguns malls. O Vaughn Mills é um deles, porém aí vem a surpresa: mais de uma vez peguei no flagra pessoas que não se enquadram nestas condições parando o carro na maior cara de pau em uma destas vagas. E não adianta dizer que talvez fossem grávidas em início de gestação, porque eram homens.

A última vez que isso aconteceu foi inacreditável. Fomos no Wal-Mart aqui perto de casa, e vimos uma vaga reservada para gestante. Como estávamos na contra mão, o Fernando foi dar a volta com o carro, e no meio do caminho um honda nos cortou na maior velocidade. O Fernando ainda comentou: só falta ele parar lá! Foi justamente o que aconteceu! E pior: a mulher que estava dirigindo viu a vaga reservada para deficientes e não parou, claro, porque precisa de licença no carro. Em seguida avistou a de gestante e não pensou duas vezes. Parou na maior cara de pau, saiu do carro e foi no Wal-Mart. Eu fiquei tão irritada que dei um berro dizendo que a vaga estava reservada para gestantes, e que não era o caso dela. Mas claro, falei com as paredes!

Mas o pior é que a cultura do país parece ser assim. Já reparei que aqui nem idoso nem gestante tem prioridade de atendimento em bancos, ou supermercados por exemplo. Na verdade o país só se preocupa com os deficientes, que aí sim tem preferência sempre. Não que eles não mereçam, pelo contrário, mas com 8 meses de gravidez posso dizer que ficar em pé cansa, e muito!

Acho muito triste um país que se diz tão civilizado ter este tipo de atitude, que infelizmente, me lembra as malandragens do Brasil. Aliás, pelo o que eu saiba, São Paulo neste sentido está anos luz na nossa frente.

3 comments:

Paula Regina said...

é querida, eu ia mesmo te dizer o que vc acabou concluindo, isso tudo é cultural! Infelizmente para o adolescente que está sentado ouvindo o IPOD é natural ele nem prestar atenção em grávidas e idosos, ele cresceu e foi ensinado assim. Pode reparar que, na maioria das vezes, quando alguém cede lugar a outro no metrô trata-se de imigrantes. De novo, cultura é muito mais complexo que pensamos , o que é considerado educado e gentil e um país em outros não é.
bjs

Lucianna said...

Oi Carol,
sabe q vc nao eh a primeira que reclama disso, e eu ja vi acontecer tb... Mas sabe que das 3 cidades onde morei no Canada (Montreal, Ottawa e Toronto), Toronto eh a unica que acontece esse tipo de desrespeito, em Montreal, se vc nao se levanta pra um idoso ou uma gestande, todos no onibus ou no metro chamam a tua atencao, ja em Ottawa o proprio motorista faz o passageiro se levantar para ceder o lugar.... Nao eh que vc seja invisivel, as pessoas eh que sao muuuuuiiiiitooooo mal educadas aqui...Ate no Rio de Janeiro as pessoas conseguem ter mais educacao que em Torornto... Vc ja reparou que aqui eh a unica cidade onde nao se forma fila para entrar nos onibus ou streetcar?

Boa sorte nesse finalzinho de gestacao

technology said...

Good Blog, I think I want to find me, I will tell my other friends, on all!
aoc power leveling